PRESIDENTE DO COMITÊ OLÍMPICO NACIONAL APROVA UNIÃO ENTRE GDM E CDM

O presidente do Comitê Olímpico de Moçambique, Aníbal Manave aprova a proposta de união dos Clubes Desportivo Maputo e Maxaquene para a construção de um estádio comum. Para o efeito, Manave aconselha que antes seria necessário “mudar” as mentes dos sócios de ambos clubes, por forma a seguir com o projecto.

POR: ELTON VALDEMIRO

A ideia foi partilhada durante à visita às instalações do complexo desportivo da Associação Black Bulls, na última segunda-feira, 18. Aníbal Manave começou por considerar como sendo “inadmissíveis” as condições em que se encontram as infraestruturas do Maxaquene:

“É inadmissível aquilo que acontece no Maxaquene em termos de infraestruturas, portanto acho que temos que mudar um pouco de paradigma(…) temos que mudar um pouco a abordagem para que essas coisas sejam possíveis. Temos que juntar esforços no sentido de trazer mais valias”começou por dizer.

Para o efeito, Manave advertiu que os sócios dos clubes, devem mudar de paradigma, e consequentemente de mentalidade, de modo a abraçar novas oportunidades:

“Eu penso que nós não podemos ficar dentro de uma caixa e não aderir a outras oportunidades(…) não vejo isso como um bicho de sete cabeças, agora, eu acho que antes de começar com essa discussão, é preciso abrir as mentes dos sócios do Maxaquene e Desportivo, por forma a que possam acolher a ideia, pois enquanto as mentes estiverem fechadas, vai ser muito difícil dar um passo concreto. No espaço em causa pode-se perfeitamente ter um campo conjunto, pode se ter dois campos de treino” aconselhou o presidente do Comitê Olímpico de Moçambique que acrescentou “(…) há várias coisas que podem estar em causa e que temos que reflectir, temos que levar a ideia avante, porque sozinhos não vamos poder fazer rigorosamente nada” terminou.

Lembrar que a proposta de união entre o GDM e CDM para a construção de um estádio de uso comum, foi colocada pelo Secretário de Estado do Desporto, Gilberto Mendes, durante à visita às instalações do Clube de Desportos do Maxaquene, tendo o clube na ocasião, mostrado interesse em aderir ao projecto.

Por seu turno o Grupo Desportivo Maputo mostrou-se igualmente receptivo a ideia, porém deixou tudo nas mãos dos seus associados.

NÓS VIVEMOS O DESPORTO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.