MOÇAMBOLA: DESPORTIVO MAPUTO E TEXTÁFRICA RECUSAM-SE A DISPUTAR A LIGULHA

Desportivo Maputo e Textáfrica recuam e recusam disputar a Liguilha de apuramento ao Moçambola 2022. Por outro lado o Matchedje de Mocuba, aprova a disputa da prova.

Nós na terça-feira reunimos com a Federação no sentido de realizar o sorteio. Mas ficamos várias horas a discutir. O que ficou assente é que os clubes deveriam fazer o seu TPC, com as respectivas direcções, para depois verem quais eram as condições para viabilizar a Liguilha. Os clubes foram fazer o seu TPC, o Desportivo e o Textáfrica entenderam que estão em um estado de direito, em que as normas funcionam, sendo que submetemos uma impugnação ao Conselho Jurisdicional da FMF para dirimir alguns litígios. No entanto, porque até hoje não tivemos nenhuma resposta, até porque achamos que esta Liguilha é ilegal e a decisão unilateral da federação está prenhe de vícios e ilegalidades, até porque o RC da LMF é clara na determinação de quem sobe e quem desce, considerando também que a FMF não tem competência para determinar quem sobe e quem desce, é por isso que submetemos uma providência cautelar não especificada ao tribunal para impugnar esta Liguilha. Pedimos também a realização uma AG Extraordinária à LMF para se discutir lá o regulamento de competições, no concernente às subidas e descidas” referiu Danilo Liasse, reresentante do Desportivo de Maputo que falou igualmente em representação ao Textáfrica.

Para o Desportivo Maputo e Textáfrica de Chimoio a Liguilha continua sendo ilegal:
“(…)o Desportivo só poderá voltar atrás depois de uma decisão a ser tomada pelo Conselho Jurisdicional da FMF e do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, depois de analisarem o pedido de impugnação e o providência cautelar, respectivamente” acrescentou Danilo Liasse.

NÓS VIVEMOS O DESPORTO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.