FUTEBOL: SIMBA LAMENTA A INEXISTÊNCIA DE CANDIDATO LOCAL PARA ASSUMIR O COMANDO TÉCNICO DA EQUIPA PRINCIPAL

A CEO do Simba do internacional moçambicano Luís Miquissone, Barbara González, lamentou o facto dos treinadores locais não terem se candidatado para assumir o comando técnico do campeão tanzaniano, após a saída de Sven Vandenbroeck.

TEXTO: ELTON VALDEMIRO

Numa entrevista ao Daily News, González revelou ter recebido 55 currículos, todos de treinadores estrangeiros, tendo ficado desapontada pela inexistência de sequer um currículo tanzaniano:

Muitos treinadores candidataram-se ao cargo disponível no Simba, que é uma equipa de ponta, mas estou surpresa ao ver que nenhum treinador nativo se candidatou (…) Os nossos treinadores locais também devem acreditar em si próprios e tentar trabalhar com equipas que têm alta pressão, devem testar-se com equipas que têm muitos adeptos, mas até agora, temos mais de 55 CVs, e nenhum deles vêm dos treinadores locais (…) Este trabalho também pode ser feito pelos nossos treinadores locais, mas é uma pena que nenhum deles tenha mostrado interesse, quero que também se apresentem e se candidatem” revelou a dirigente.

Selemani Matola comanda actualmente o Simba de Miquissone interinamente.

O belga Sven Vandenbroeck abandonou o cargo um dia depois de levar o Simba a fase de grupos da liga dos campeões africanos.

NÓS VIVEMOS O DESPORTO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.