CASO REPRESENTEM OS MAMBAS: REINILDO E MEXER DEVERÃO RETORNAR À FRANÇA NUM VOO PARTICULAR

O Governo francês alterou as medidas que tinham sido anunciadas pela Liga na última quarta-feira(17.03), em relação à dispensa de jogadores internacionais para os jogos de selecções no final deste mês.

TEXTO: REDACÇÃO-ESFÉRICO/OJOGO

Segundo escreve o Ojogo, citando a informação adiantada pela RMC Sport, os futebolistas dos campeonatos profissionais gauleses que jogarem fora da União Europeia (UE), terão autorização para saírem de França, ficando sujeitos a condições especiais.

Os internacionais em questão terão de regressar em voos privados e estarão isentos do período de sete dias de isolamento desde que cumpram um protocolo de “bolha” aquando do regresso aos clubes, sendo também sujeitos a testes PCR diários.

Os clubes já terão sido informados pela Liga francesa através de um email enviado na manhã deste sábado(20.03). Esta notícia surge depois de Memphis Depay, internacional holandês do Lyon, ter apelado ao governo francês pela autorização para jogar contra Turquia e Gibraltar, países que não pertencem à UE.

No caso de Moçambique, havia dúvidas em relação aos dois futebolistas que militam no primeiro escalão de futebol da França, nomeadamente Mexer Sitoe e Reinildo Mandava, que ao que tudo indica têm luz verde para juntar-se aos Mambas, devendo, segundo a fonte que temos estado a citar, observar um rigoroso protocolo sanitário no seu regresso.

NÓS VIVEMOS O DESPORTO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.