SED GILBERTO MENDES REÚNE COM FMF E MAMBAS NA SEGUNDA-FEIRA

A Secretaria de Estado do Desporto tem agendado, para a próxima segunda-feira(06), de Fevereiro, um encontro de trabalho com a Federação Moçambicana de Futebol(FMF) e com os Mambas, que visa sentenciar o braço-de-ferro existente entre as partes, a bem do futebol moçambicano.

A ESFÉRICO sabe que o encontro será realizado no anfiteatro da SED, pelas 11h00 e será aberto a jornalistas. Objectivamente, o Governo pretende criar um espaço para reflexão em torno dos últimos acontecimentos, perspectivando um ambiente favorável ao crescimento do Desporto.

ENCONTRO SERÁ ABERTO A “TRIBO” DO BASQUETEBOL

O encontro público de segunda-feira(06), entre a Federação Moçambicana de Futebol(FMF) e os Mambas, será também estendido a Federação Moçambicana da Basquetebol(FMB) e atletas praticantes da modalidade.

Pelo que apuramos, a Secretaria de Estado do Desporto pretende que a família do Basquetebol também se reconcilie, e através de troca de experiências e partilha de ideias possa haver consenso a bem da modalidade.

Na semana passada, as atletas da selecção nacional de basquetebol sénior feminino recusaram participar numa sessão de treino, reivindicando prémios em atraso.

Nota-se, portanto, que a postura mediadora da SED visa acalmar os ânimos e estabelecer um ambiente de harmonia, para o sucesso destas duas modalidades com mais expressão no nosso país.

SEM BRILHO: MAMBAS COM RECEPÇÃO PÁLIDA EM MAPUTO

A selecção nacional de futebol que esteve a disputar o CHAN 2022, na Argélia, regressou ao país na manhã da última quinta-feira(02). No aeroporto internacional de Maputo, os jogadores da selecção nacional não tiveram uma recepção ao nível do apuramento inédito aos quartos-de-final da competição. Fui uma recepção literalmente pálida, sem brilho, cânticos, alegria e etc, com pouca gente a marcar presença no local.

Alguns jogadores da selecção nacional foram ouvidos pela imprensa que marcou presença no local, mas escusaram-se de abordar o polêmico assuntos dos prémios do jogo, remetendo aos capitães dos Mambas, no caso, Telinho e Isac de Carvalho.

Recorde-se que os Mambas só aceitaram embarcar para Maputo após negociações longas com a Federação Moçambicana de Futebol(FMF), onde pediam 60% dos 400 mil dólares americanos conquistados pelo apuramento aos “quartos” no CHAN. Foi preciso que fosse elaborado um documento escrito, para autenticar a promessa de que os Mambas receberiam o valor exigido, e não os 100 mil meticais, anteriormente prometidos pelo organismo reitor do futebol nacional.

NÓS VIVEMOS O DESPORTO!

apvc-iconVisualizações: 6943

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *