RELVA DO ESTÁDIO NACIONAL DO ZIMPETO NÃO AGRADA INSPECÇÃO DA CAF

O mau estado da relva do estádio nacional do Zimpeto, pode ditar a reprovação do recinto, para a realização de partidas de qualificação ao Mundial Qatar 2022. Esta quinta-feira(09.09.2021), o recinto foi alvo de uma inspecção por parte da Confederação Africana de Futebol(CAF).

TEXTO: REDACÇÃO-ESFÉRICO

Derek Blanckensee, sul africano de 65 anos de idade, e Director Geral do Orlando Pirates, foi o homem confiado pela confederação Africana de Futebol, para inspecionar o estádio nacional do Zimpeto.

O inspector CAF, começou por visitar a zona de imprensa, de onde contemplou o recinto. Seguidamente desceu ao palco, o local mais importante, onde viu ao detalhe, o estado da relva. Analisou o tamanho e qualidade, depois adiantou a sua avaliação, ao secretário geral da Federação Moçambicana de Futebol, que o acompanhava na ocasião.

“Infelizmente ele [Derek] lamenta o piso [relva], que todos conhecemos o estado, assim como o plano do Governo e da Federação. Não temos tido tempo suficiente para mexermos o campo, mas acreditamos que depois dos jogos faremos algum trabalho” explicou o Secretário-Geral da FMF Hilário Madeira.

A inspecção ao estádio nacional do Zimpeto prosseguiu, foi a vez de avaliar as condições de higiene. Derek visitou quase todos sanitários públicos, nada passou despercebido.

“(…)Melhoramos algumas áreas, como os balneários, banco de suplentes, a área VIP, houve uma mudança significativa” esclareceu Hilário Madeira.

A inspecção realizada esta quinta-feira ao estádio nacional do Zimpeto, acontece no âmbito da aprovação provisória, para a realização do jogo com a Costa do Marfim, na primeira jornada da zona africana de apuramento ao Mundial Qatar 2022.

Está sexta-feira(10.09), o inspector CAF vai enviar o relatório ao organismo reitor do futebol africano, sendo que a decisão final, será conhecida, entre segunda ou terça-feira da próxima semana.

NÓS VIVEMOS O DESPORTO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.