REINILDO MANDAVA FORA DO TOP 3 DOS JOGADORES AFRICANOS NA LIGUE 1

Não foi desta. Reinildo Mandava está fora da lista dos três melhores jogadores africanos a jogar na primeira liga francesa de futebol nesta temporada.

TEXTO: SHAYD PARBATO

O argelino Andy Delort, o zimbabweano Tino Kadewere e o meio-campista Gaël Kakuta, são os três finalistas do Prêmio Marc-Vivien Foé 2021, concedido pela RFI e pela France 24.

O moçambicano Reinildo Mandava que está em excelente forma ao serviço do Lille, actual líder isolado da primeira liga francesa de futebol, fazia parte inicialmente, da lista dos onze melhores jogadores africanos a militar naquele campeonato.

Apesar integrar consecutivamente o XI ideal das ultimas quatro jornadas da ligue 1, e de estar a tornar-se destaque na imprensa desportiva internacional, o lateral esquerdo formado no Chiveve, está fora da corrida ao prémio Marc-Vivien Foé 2021.

O argelino de Montpellier Andy Delort, o zimbabweano do Olympique Lyonnais Tino Kadewere e o meio-campista ofensivo do RC Lens Gaël Kakuta são os três finalistas.

Andy Delort, Tino Kadewere ou Gaël Kakuta marcarão a história do prémio criado pela Rádio franca internacional em 2009 e concedida à France 24 desde 2011, uma vez que nunca, em 13 anos, um argelino, zimbabueano ou congolês foi eleito o melhor jogador africano do campeonato Francês.

De resto, Moçambique pode orgulhar-se pelo facto de Reinildo Mandava, nascido na província de Sofala, ter sido o primeiro moçambicano a conseguir fazer parte da lista dos elegíveis ao prémio .

O nome do vencedor que vai suceder o nigeriano Victor Osimhen, será revelado no 17 de Maio.

NÓS VIVEMOS O DESPORTO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.