FEDERAÇÃO MOÇAMBICANA DE NATAÇÃO COM CONTAS AINDA NOS EIXOS

A federação Moçambicana de Natação, afirma estar firme e saudável para dar continuidade as suas actividades pós-pandemia, volvidos quatro meses de paragem devido a covid-19.

A presidente daquele organismo, Deolinda Mabote falava ao ESFÉRICO na tarde da última sexta feira, 17 de Julho, na sua sede em Maputo.

A federação Moçambicana de Natação, está bem sob ponto de vista de saúde, pois ainda não recebemos nenhum caso de um atleta contaminado, isso é bom e mostra que afinal de contas estes quatro meses de precaução estão a ter bons resultados” afirmou.

E no que diz respeito ao trabalho Mabote reforçou que:

“(…)as associações é que sofreram um impacto negativo pois os mesmos têm despesas por custear(…)isto afectou a vida dos treinadores e de certa a forma a Federação também”disse.

A representante máxima da natação em Moçambique, disse ainda que caso haja uma possível retoma do desporto no país, a natação não representa um perigo sob ponto de vista pandémico:

“(…)está provado que na água a hipótese de contaminação é muito rara, o perigo é fora, se por acaso nós tivermos autorização para voltar, teremos de ter novas regras sanitárias, que serão aprovadas pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado do Desporto.”

E se o regresso for à porta fechada, Mabote afirma que: (…)será insustentável, ou teria que ser os atletas da alta competição, estou a falar dos atletas da selecção nacional, uns a prepararem-se para os jogos olímpicos que é praticamente uma atleta neste caso, e, os outros de alto rendimento para o país” disse.

Para terminar a sua intervenção, Deolinda Mabote, garantiu que o organismo que dirige está a apoiar as associações na componente financeira através de um fundo:

“(…)Como sabem a Federação não tem fins lucrativos, ela vive de doações, fundos do Estado para a promoção desportiva(…)vivemos da ajuda do Comitélê Olímpico e Federação Internacional de Natação, que tem um programa com as Federações de diferentes países, onde Moçambique faz parte(…) através deste fundo nós tentamos ajudar às associações” terminou.

Nós vivemos o Desporto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.