EURO 2020: FRANÇA E CROÁCIA TOMBAM, JÁ SUÍÇA E ESPANHA ESTÃO NOS ’’QUARTOS’’

Depois do campeão europeu tombar, foi a vez do vice-campeão da prova e campeão do mundo, despedir-se do Euro 2020. A França perdeu nos oitavos-de-final frente a Suíça, nas grandes penalidades, por cinco a quatro. Quem também deu adeus ao campeonato da Europa, foi a Croácia, vice-campeã do mundo, após perder frente a Espanha por cinco a três.

TEXTO: REDACÇÃO-ESFÉRICO

Em Bucareste, no frente a frente entre a Suíça e França, Seferovic colocou suíços em vantagem no marcador aos 15 minutos, num cabeceamento fulminante após cruzamento pela esquerda.

A França, corrigiu-se ao intervalo e protagonizou a reviravolta, já depois de Ricardo Rodríguez ter desperdiçado flagrante oportunidade para colocar os helvéticos a vencer por 2-0, ao falhar esta grande penalidade aos 55 minutos.

Já diz o ditado, quem não marca arrisca-se a sofrer e foi o que aconteceu.  Karim Benzema aos 57 e 59 minutos bisou, e Pogba fez o 3-1 aos 75. Pensava-se que a ordem estava reposta, mas Seferovic também bisou aos 81’, novamente de cabeça, e Gavranovic viria a restabelecer a igualdade em cima do minuto 90.

No prolongamento, a França ainda deu mostras da sua superioridade, mas o cansaço pesou na perna dos jogadores e a decisão foi mesmo para o desempate por grandes penalidades. Todos marcaram, até ao último. Foi Mbappé, tantas vezes herói dos actuais campeões do mundo, a atirar para defesa brilhante de Sommer, o herói na baliza helvética.

A Suíça transita para os quartos de final, onde vai defrontar a Espanha, que garantiu a sua presença nos quartos de final do Europeu, pela sétima vez na história,   após bater a Croácia por 5-3, num verdadeiro jogo de loucos. Em Copenhaga, foram os croatas, a adiantarem-se no marcador, beneficiando de um inacreditável erro de Unai Simón, ao minuto 20.

A Espanha, que já tinha beneficiado de duas claras oportunidades de golo, voltou à carga e chegou ao empate ainda antes do intervalo, por intermédio de Pablo Sarabia, aos 38’. Na segunda metade, aos 57’, a Roja concretizou a reviravolta, com César Azpilicueta, de cabeça, a dar o melhor seguimento a cruzamento de Ferrán Torres.

Aos 77’, o jogador do Manchester City elevou para 3-1 e parecia ter sentenciado o encontro mas a Croácia encontrou forças e chegaria ao empate. Aos 85’, numa jogada de insistência, Orsic fez o 2-3 e Mario Pasalic, aos 90+2, assinou o 3-3 e levou os adeptos croatas à loucura, forçando o prolongamento no Parken.

No jogo impróprio para cardíacos, os espanhóis acabariam por se superiorizar no prologamento aos 100’, por intermédio de Álvaro Morata, e Mikel Oyarzabal, aos 103’, fechando o resultado em 5-3 para a Espanha.

NÓS VIVEMOS O DESPORTO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.