DIRECÇÃO CESSANTE DO GDM: DIZ QUE VAI “RESOLVER SALÁRIOS EM ATRASOS COM JOGADORES E NO MOMENTO CERTO”

A direcção do gigante Grupo Desportivo Maputo, cedeu a pressão e demitiu-se esta quinta-feira (24) em bloco. Segundo o porta voz do clube Danilo Liasse, a decisão tem em vista unir a família alvi-negra e salvaguardar a imagem do clube.

TEXTO: ANICHA MABULE

Inácio Bernardo, é agora ex-presidente do Desportivo Maputo. Depois de muita pressão dos adeptos e sócios do emblema alvi-negro, a Direcção decidiu tomar a atitude, que segundo Danilo Liasse, foi bastante ponderada:

“O que levou única e exclusivamente a demissão do presidente e da sua Direcção, tem a ver exclusivamente com o facto de não estarem reunidas as condições objectivas para que esta direcção continue a dirigir o clube. Que fique claro igual, que a demissão tem em vista manter a imagem do clube e unir a família alvi-negra”.

Entretanto, engana-se quem pense que o gigante Desportivo Maputo está abandonado. Segundo o porta-voz do clube “nos estamos organizados e vamos trabalhar para que a equipa de futebol possa participar condignamente no Moçambola“.

Questinado sobre as possíveis datas para o pagamento dos salários em atraso aos jogadores da equipa de futebol, o porta-voz do Desporto Maputo respondeu nos seguintes termos: “este é um assunto que cabe a direcção cessante e os jogadores. Vai ser resolvido no momento certo e com as pessoas certas”.

A Assembleia Geral que vai eleger o sucessor de Inácio Bernardo terá lugar às 9h do dia 31 de Outubro de 2020.

Nós vivemos o Desporto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.