Por: Elton Valdemiro

O ministro de interior paraguaio, Eclides Azevedo citado pelos jornais eletrônicos observador e ESPN.com.br, referiu que recebeu a denúncia pelas autoridades aeroportuárias depois da entrada no país de Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, que viajavam na posse de passaportes falsos.

Eles entraram com documentos adulterados. Não estão detidos, estão sob investigação judicial e terão que prestar depoimento. Aí se decidirá se serão detidos ou não. No momento há um empresário brasileiro que está detido. De acordo com as declarações iniciais, ele foi o responsável pela adulteração” afirmou o Ministro, que acrescentou :”no aeroporto a Polícia Nacional percebeu que o documento era adulterado. E nós não podemos permitir que ninguém ande com documentos adulterados. A informação que temos de acordo com nossos investigadores é que esse passaporte foi solicitado e expedido a duas pessoas há aproximadamente um mês e meio e posteriormente foi adulterada em favor de Ronaldinho e Assis“, clarificou o Ministro paraguaio.

O histórico jogador de futebol e o irmão, serão ouvidos em Assunção (8h de Brasília) esta quinta-feira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here